NTFS, FAT32 ou exFAT: qual sistema escolher ao formatar um pendrive



Ao formatar um pendrive, disco rígido ou um cartão SD pelo Windows, são dadas três opções no menu de sistema de arquivos: NTFS, FAT32 ou exFAT. Todos possuem prós e contras, dependendo do uso da unidade de armazenamento e em qual dispositivo será colocado.


A compatibilidade com sistemas operacionais e aparelhos é um dos principais fatores a serem levados em consideração. Entenda abaixo o que é um sistema de arquivos, a definição de cada um e qual o formato adequado para diferentes unidades de armazenamento.



 

O que é um sistema de arquivos?

Um sistema de arquivos é um conjunto de regras utilizado para definir como os dados são guardados e organizados em uma unidade de armazenamento, seja um disco rígido, pendrive ou cartão SD. Cada sistema utiliza um método de organização e determina como os dados serão acessados pelos dispositivos. Veja abaixo qual é a diferença entre o NTFS, FAT32 e exFAT.


NTFS, FAT32 ou exFAT? Entenda as diferenças entre os sistemas de arquivos. (Foto: Reprodução/Alessandro Junior)

 

 

FAT32

FAT é a sigla para File Allocation Table, em português, Tabela de Alocação de Arquivos. O FAT32 foi lançado como novo padrão para o Windows 95, substituindo o FAT16. Entre os três sistemas indicados, é o mais antigo e por isso o que possui compatibilidade com o maior número de dispositivos e sistemas operacionais.

A maior parte dos pen drives são formatados em FAT32 justamente para garantir a leitura e gravação de arquivos em computadores com Windows, Mac OS e Linux, videogames e aparelhos que possuem uma porta USB. Em contrapartida, esse sistema não permite que arquivos individuais ultrapassem os 4 GB. Utilizar um cartãoSD em FAT32 em uma câmera pode implicar na divisão de arquivos ao fazer uma filmagem que atinja o limite, por exemplo.

É interessante utilizar o FAT32 em pen drives e dispositivos de armazenamento externo que possuem até 4 GB. O padrão também é útil para lidar com aparelhos e sistemas operacionais mais antigos, que não suportam as outras formatações.

 

NTFS

O NTFS foi lançado no Windows NT em 1993 e passou a figurar nas versões domésticas com o Windows XP. Ele conta com uma série de recursos para lidar com arquivos, como o journaling, que fornece permissão ao sistema operacional para manter um registro de todas as alterações feitas sobre um arquivo. Assim, caso aconteça um erro durante a gravação de um dado, existe a possibilidade de restauração dos arquivos.

Além disso, arquivos individuais e partições possuem limites de tamanho praticamente ilimitados e há uma série de mecanismos de segurança, o que o torna ideal para instalações do Windows.

Esse padrão não é interessante para pen drives e unidades de armazenamento externo por contar com atividades de leitura e gravação maiores em relação ao FAT32 ou o exFAT, o que diminui a vida útil dos dispositivos. A compatibilidade é outro problema: consoles PlayStation não o suportam, computadores com Mac OS fazem apenas leitura e entre os consoles da Microsoft, apenas o Xbox One possui compatibilidade.

 

exFAT

O exFAT surgiu apenas em 2006 e foi adicionado ao Windows XP e Windows Vista por meio de atualizações. É um sistema de arquivos otimizado para pen drives, feito para ser eficiente como o FAT32, mas sem limitações com o tamanho dos arquivos. Ou seja, assim como acontece no NTFS, o limite de tamanho de arquivo individual e de partição é praticamente ilimitado.

O sistema é compatível com diversos dispositivos e sistemas operacionais. A maioria das câmeras digitais, os computadores com Windows e Mac OS e os consoles da nova geração suportam o exFAT. Falta compatibilidade, porém, com o Xbox 360 e o PlayStation 3 e no Linux, é preciso instalar softwares adicionais.

É interessante utilizar o exFAT em pen drives e dispositivos de armazenamento externo com mais de 4 GB de espaço. Resumidamente, o NTFS é ideal para HDs internos que lidam com o Windows, enquanto o exFAT é a melhor opção para pen drives e HDs externos. O FAT32 é útil para lidar com dispositivos que não suportam os outros sistemas de arquivos.


Fonte: http://www.techtudo.com.br/

Deixe uma resposta